Este não é um blog de História. É mais um blog de Arquitetura, talvez. Mas há momentos em que História e Arquitetura se entrelaçam de tal forma que fica impossível falar de uma sem mencionar a outra. Dito isso, uma história se impõe: a da construção da sede da Mitra Arquiespicopal do Rio de Janeiro, […]

O RIO DE TODOS OS SANTOS: SÃO NICOLAU As Igrejas Católica e Ortodoxa comemoram, no dia 6 de dezembro, o Dia de São Nicolau. Ensina-nos Jorge Campos Tavares, em seu Dicionário de Santos, que Nicolau de Mira (ou de Bari) nasceu no ano de 270 na cidade de Patras, na atual Turquia, tendo sido eleito […]

HOSPITAL DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA PRAÇA DA CRUZ VERMELHA, 10-12 Olá, amigos! Hoje comemoram-se os 108 anos de existência da Cruz Vermelha Brasileira, fundada em 5 de dezembro de 1908. O prédio carioca, na Praça da Cruz Vermelha[1], foi projetado pelo arquiteto Pedro Campofiorito e construído pelo arquiteto e construtor Leonídio Gomes, entre 1919 e […]

COLÉGIO PEDRO II AVENIDA MARECHAL FLORIANO, 68 A 80, CENTRO Olá, amigos! Hoje o blog faz uma singela homenagem ao Imperador Pedro II, que as boas línguas desconfiam ter sido um governante bem melhor do que aqueles que “imperam” hoje em dia… Fundado em 2 de dezembro de 1837 – aniversário de 12 anos do […]

BOULEVARD 28 DE SETEMBRO, 77 Hospital Universitário Pedro Ernesto PROJETO DE JACQUES EMILE PAUL PILON (FRANÇA, 1905 – S. PAULO, 1962), 1950 C. Falamos hoje um pouco sobre a excepcional fachada art déco do Hospital Universitário Pedro Ernesto – Pedro Ernesto, para os íntimos, ou HUPE, para os mais íntimos. O arquiteto responsável pelo projeto […]

Como já escrevemos aqui[1], são inúmeros os exemplos de construções na cidade que trazem em suas fachadas referências aos símbolos gráficos da tradição franco-maçônica. Dentre os mais conhecidos está um curioso pentagrama envolto por raios de luz e em cujo centro está um grande olho humano. O símbolo – maçom por excelência – é chamado […]

Um belíssimo painel de azulejos mostra a imagem circular de uma mulher galopando um cavalo em paisagem descampada. Num longo vestido azul e usando chapéu, com a mão esquerda ela segura as rédeas do animal e com a mão direita carrega um ramo de café, produto que deu função ao estabelecimento, cujo nome remete à […]