Palácio Gustavo Capanema

RUA DA IMPRENSA, 16

ANTIGO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E SAÚDE PÚBLICA
PROJETO DE LUCIO COSTA, OSCAR NIEMEYER, CARLOS LEÃO, JORGE MACHADO MOREIRA, AFONSO EDUARDO REIDY E ERNANI VASCONCELOS, 1936 | CONSULTORIA DE LE CORBUSIER

 ESCULTURA EM BRONZE DE JACQUES LIPCHITZ (1891-1973)

A presente escultura, prevista para ornar a parede cega do auditório do Palácio Capanema, teve suas dimensões drasticamente reduzidas em relação ao projeto original. Chama-se Prometeu, mas recebeu do anedotário popular o apelido bem humorado “Batatais Engolindo um Frango”, em referência ao então goleiro da seleção de futebol. De forte significação simbólica, representa a aplicação do castigo divino impingido ao titã Prometeu por Zeus, irado porque o primeiro teria-lhe roubado o fogo no intuito de ajudar na criação do homem. Pela sentença, Prometeu ficaria eternamente acorrentado a uma montanha, sendo diariamente bicado no fígado por uma imensa águia. Na fachada de uma instituição cuja função simbólica remete à elevação do homem pelo conhecimento e a sua incontida vontade de progredir sempre, independente da adversidade, o artista, não satisfeito com os desígnios divinos de Zeus, aqui simbolizado pela águia, preferiu representar Prometeu oferecendo intensa resistência ao animal, chegando, por fim, a dominá-lo. Pode-se interpretar, a partir da cena criada por Lipchitz, que só a educação liberta o homem de sua sentença inicial, a de permanecer eternamente acorrentado aos grilhões da ignorância.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: